Problemas que devem ser vistos antes da reforma

Está querendo fazer alguma reforma na sua casa ou escritório?! Então, fique atento, pois é preciso observar alguns pontos antes de realizá-la. Na matéria de hoje, falaremos sobre os problemas que devem ser vistos antes da reforma, para que você consiga se preparar adequadamente. Confira!

  • Estrutura

Se você está planejando fazer uma reforma que mude portas ou janelas de lugar, ou então quer construir um novo andar ou demolir paredes… Nem cogite fazer isso sem o parecer de um especialista (engenheiro ou arquiteto). Só um profissional habilitado poderá dizer, com certeza, as mudanças que são ou não permitidas, sem que a estrutura da casa/apartamento e sua segurança e de sua família sejam comprometidas.

  • Elétrica

As instalações elétricas devem ser verificadas antes de qualquer obra. Os cabos e fios precisam estar em boas condições, evitando problemas, como quedas de energia, choques elétricos, sobrecargas, curtos e, inclusive, incêndios. Aproveite a reforma e peça a um eletricista que faça uma revisão de toda a parte elétrica, antes de fechar paredes e pisos.

  • Hidráulica

Também é importante verificar se as instalações hidráulicas estão com algum problema, como vazamentos. Se sim, faça os reparos antes de iniciar qualquer reforma. Verifique todos os tubos e conexões e, se estiverem danificados ou muito velhos, aproveite para, durante a obra, substituí-los por produtos novos e de qualidade garantida.

  • Infiltração

Elas são bastante comuns, infelizmente, e podem se manifestar de maneiras diversas, como próximas ao chão ou no teto. Independente de onde surja, não adianta de nada maquiar o problema. Portanto, identifique suas causas, ajustando-as e corrigindo os pontos danificados com impermeabilizante, durante a obra.

  • Mofo

O mofo, além de ser feio e deixar o ambiente com um odor desagradável, estimula o aparecimento e agravamento de doenças respiratórias e alérgicas. Se você está com esse problema em casa, livre-se dele antes de iniciar a obra – utilizando, nela, bons impermeabilizantes, evitando que o problema volte a acontecer.

  • Trincas e rachaduras

As trincas e rachaduras nas paredes podem ser apenas superficiais, mas também representar problemas bem mais sérios, que podem até comprometer a estrutura da casa. Procure um profissional que identifique a causa da fissura, fazendo os ajustes necessários antes de consertar a parte estética do problema.

E então, o que você achou dessas informações e dicas que trouxemos?! Utilize-as para ficar bem preparado antes de qualquer reforma que queira fazer, planejando-se bem para ela e evitando ter que fazer reparos posteriormente, gastando mais tempo e dinheiro do que deveria. #FicaADica

Vazamentos de gás: como evitar!

Uma explosão em apartamento causada pelo vazamento de gás atingiu todos os andares de um prédio, no bairro de São Conrado, na Zona Sul do Rio de Janeiro, e sensibilizou a todos, também alertando para cuidados com o uso do sistema de gás em suas casas. Além de pessoas muito feridas, o prédio foi muito comprometido, o síndico informou que o prédio tem seguro, mas que o conserto de cada apartamento vai ficar por conta dos moradores.

Existem dois tipos de gás para utilização em domicílios, e ambos necessitam de cuidados e atenção dos usuários, caso contrário, os danos causados por um vazamento de gás, por exemplo, podem ser gravíssimos:

Gás Natural

O gás natural é uma fonte de energia segura e não precisa de botijões ou cilindros para armazenar, fornecendo energia de forma contínua. É necessário que as instalações e equipamentos estejam em ordem para evitar vazamento de gás, e também outros problemas, por ser uma substância delicada. Para lidar com segurança, devem ser tomados os seguintes cuidados:

  • Não apoiar ou guardar objetos nas tubulações de gás.
  • Cuide para que as tubulações de gás não entrem em contato com cabos elétricos.
  • Afaste materiais inflamáveis ou corrosivos das tubulações.
  • Feche o registro de gás após a utilização dos aparelhos.
  • Feche a válvula do medidor de gás caso se ausente de sua residência por vários dias.
  • Não obstrua as áreas de ventilação.
  • Caso a chama do gás estiver amarelada ou com falhas, é provável que seja uma falha na combustão, é preciso reparar imediatamente.
  • Na cozinha, a conexão dos fogões à instalação de gás natural, deve ser feita em tubo flexível metálico, conforme norma NBR 14177. A instalação necessita de um registro de gás em local de fácil acesso. Para evitar o desgaste do tubo, que pode provocar vazamento de gás, o mesmo não deve estar em contato com superfícies quentes e as conexões devem estar em boas condições e bem apertadas.
  • Se houver falta de gás natural, por motivo diferente de corte, siga as instruções do fabricante para a abertura das válvulas, caso o fornecimento não seja restabelecido, contate o serviço de emergência autorizado.
  • Se sentir cheiro de gás, chame imediatamente a assistência técnica autorizada.

GLP (Gás liquefeito de Petróleo)

Também conhecido como gás de cozinha,  é acondicionado dentro de cilindros em estado líquido (botijões). Ele produz o cheiro característico quando há um vazamento de gás. O GLP não é uma substância tóxica, porém se inalado em grande quantidade, produz efeito anestésico.

  • Nunca instale o botijão em locais fechados.
  • Evite passar a mangueira do botijão por trás do fogão, pois pode danificá-la.
  • Mantenha o registro do botijão sempre fechado.
  • Na troca, nunca deite o botijão.
  • Peça gás em revendas confiáveis (Se estiver amassado, enferrujado ou com lacre violado, recuse o produto).
  • Para identificar vazamento de gás: Utilize uma esponja de louça com sabão esfregue ao redor da borboleta de conexão, se houver vazamento, se formarão pequenas bolhas de espuma.

Independente do sistema de gás de seu condomínio, é preciso que todos estejam atentos e haja manutenção regular para verificar se as instalações estão em boas condições, pois os acidentes graves, como o citado anteriormente pelo vazamento de gás, acontecem  majoritariamente por negligência a reparos ou mau uso.

Agora que você já sabe como garantir a segurança e evitar vazamentos de gás, verifique se em seu condomínio está tudo dentro dos conformes, e fique tranqüilo para aproveitar a vida em condomínio!

Fonte: Blog SocialCondo